Fazer Fácil, o maior site de ensino de coisas práticas do Brasil
Pesquisa Personalizada
Início >>Categorias>>Pintura e Revestimento>>Papel de parede
Fazer Fácil também está no Twitter Fazer Fácil também está no Youtube

Revestimento com papel de parede e outros materiais


Tipos de papel de parede decorativos

Papel de parede litrografado

É o tipo mais vulgar. O desenho é impresso na sua superfície numa vasta gama de cores. Enquanto nos papéis de qualidade inferior o desenho é impresso diretamente, nos de melhor qualidade e de preço mais elevado é impresso sobre um fundo de cor.

Existem papéis de diferentes pesos; os mais leves podem deformar-se se, antes de serem aplicados, receberem uma cola não adequada e num tempo excessivo de espera. Os mais espessos, principalmente os papéis com relevo, permitem ocultar pequenos defeitos da parede.

Papel de parede pintado à mão

Pode ser gravado utilizando o sistema da rede de seda ou da chapa gravada de estampar. Pelo fato da sua fabricação ser demorada, este papel é de elevado preço. Tem, no entanto, a vantagem de apresentar desenhos mais nítidos do que os do papel litografado, pelo fato da sua produção se processar com maior minúcia.

Papel de parede com relevo

Neste tipo de papel o relevo do desenho é obtido com rolos metálicos. Este processo é muito utilizado quando se pretende conseguir efeitos de imitação de couro, têxteis ou madeira.

Alguns destes papéis são constituídos por duas camadas coladas antes da impressão do desenho, o que proporciona uma maior resistência à distensão.

Papel de parede flocado

Semelhante ao veludo, este papel é fabricado polvilhando partículas de fibras sobre a sua superfície base, a qual está revestida com umn adesivo próprio para fixá-las.

Papel de parede prensado ("ingrain")

Na superfície base deste papel são distribuídas, durante o fabrico, pequenas aparas de madeira ou serragem, obtendo-se assim um aspecto semelhante a flocos de aveia.

Depois de aplicado, este tipo de papel é geralmente pintado com tinta plástica. É, no entanto, possível adquiri-lo já pintado.

Papel de parede lavável

O tratamento com uma camada transparente de resina sintética impede a penetração da água neste tipo de papel, que é, por conseguinte, indicado para banheiros e cozinhas.

O papel lavável pode apresentar um acabamento fosco ou brilhante.

Nunca utilize detergente ou qualquer materiai abrasivo na sua limpeza. Água morna e sabão são suficientes.

Os papéis laváveis são fáceis de retirar depois de aplicados. Basta, para tanto, levantar uma ponta da parte superior do papel e fazer penetrar entre este e a parede um solvente de cola e, lentamente, puxar de cima para baixo. Se este processo não der resultado, abra sulcos com uma escova de aço, para proporcionar uma melhor penetração do solvente.

Estampados de mica

Os papéis deste tipo têm um vistoso brilho resultante da mica que é adicionada à massa, para se obter uma superfície de aspecto acetinado, ou às tintas, para fazer sobressair o efeito do desenho.

Papéis de parede "moiré"

Muito semelhantes ao próprio tecido, têm o aspecto de seda molhada. Pode ser obtido este efeito, por meio de impressão adequada, em papéis de qualidade inferior.

Papel de forro

É indispensável para algumas superfícies — como, por exemplo, paredes rugosas — e aconselhável sempre que se pretenda obter um acabamento perfeito, já que dá à parede uniformidade, facilitando assim posteriormente a aplicação do papel decorativo.

Existem papéis de forro de diferente peso. O mais leve é indicado para paredes em condições normais e o mais pesado para ocultar as irregularidades da superfície a revestir. O papel de forro deve ser aplicado horizontalmente.

Em paredes úmidas devem ser utilizados papéis de forro que receberam um tratamento de massa asfáltica. A cola deve ser aplicada do lado da massa.

Para forrar superfícies de madeira sujeitas a movimentos, tais como tábuas de macho-fêmea e painéis ripados de parede, é indicado utilizar um papel de forro cujo avesso seja revestido de tela. A cola deve ser aplicada, neste caso, do lado da tela.

Cálculo e compra do papel de parede

Cálculo

Os papéis decorativos são vendidos, na sua maioria, em rolos de 10,5 m de comprimento e 0,53 m de largura. Alguns papéis podem apresentar uma ourela de cada lado.

O número de rolos será calculado para paredes até 3 m de altura.

Como cada rolo dá para três alturas de parede, contando com o acerto do desenho, você pode calcular a quantidade de rolos pelo seguinte processo:

Meça o perímetro da divisão (soma do comprimento das paredes) e divida o valor obtido por 1,5 m, que corresponde aproximadamente à soma das três larguras de papel. Arredonde o número obtido, se este tiver fração, para a unidade imediatamente superior. Logo:

Número de rolos = Perímetro da divisão/ 1,5

Por exemplo: uma divisão tem 2,80 m de altura e um perímetro de 10 m. Teremos:

Número de rolos = 10 / 1,5 = 6,6

Deve-se adquirir, portanto, 7 rolos.

Se as portas e janelas não ocuparem uma área bastante grande, não é necessário deduzir as suas medidas no perímetro. Compre, contudo, um rolo a mais se o desenho for muito grande.

Compra do papel de parede ou outro tipo de revestimento

Como, por vezes, pode haver uma diferença de cor de rolo para rolo, procure adquiri-los da mesma série de fabricação.

Você pode também verificar a cor desenrolando os rolos e colocando-os lado a lado, sobrepostos mas não totalmente, de modo que fiquem visíveis pelo menos 10 cm da largura de cada um. Se, no entanto, for inevitável utilizar rolos cuja cor seja ligeiramente diferente, comece por aplicar os de cor mais escura, terminando com os mais claros.

Veja também:

Pesquisa Personalizada

Fazer Fácil - Política de Privacidade - Um site da HHC Internet