Fazer Fácil, o maior site de ensino de coisas práticas do Brasil
Google
Início >>Categorias>>Cloud Computing>>Software as a service no cloud computing
Fazer Fácil também está no Twitter Fazer Fácil também está no Youtube

Software as a service


Uma das primeiras implementações de serviços em cloud computing foi a de Software as a Service (SaaS) - aplicativos de negócios que são hospedados pelo fornecedor e entregues como um serviço.

SaaS tem suas raízes no início de um tipo de operação de hospedagem realizada por Application Service Providers (ASPs). O negócio ASP cresceu logo depois da Internet explodir, com algumas empresas oferecendo aplicações hospedadas privadas e seguras. Hospedagem de aplicações de cadeia de suprimentos (supply chain) e gestão de relacionamento com clientes (CRM) foram particularmente proeminentes, apesar de alguns ASPs simplesmente especializarem-se na execução de serviços de e-mail. Antes do advento desse tipo de serviço, as empresas muitas vezes gastavam enormes quantias de dinheiro para implementar e personalizar esses aplicativos para atender aos seus requisitos de negócios internos. Muitos desses produtos não eram apenas difíceis de implementar, mas difíceis de aprender e usar. No entanto, os vendedores mais bem sucedidos foram aqueles que reconheceram que uma aplicação entregue como um serviço com uma taxa mensal com base no número de usuários deve ser fácil de usar e fácil permanecer nela.

CRM é uma das categorias mais comuns de Software as a Service, o mais proeminente fornecedor nesta categoria é a Salesforce.com. Comprar Software as a Service oferece uma série de vantagens óbvias. O preço do software está numa base por usuário e não envolve custos iniciais com o fornecedor de serviços. É claro, a realidade é que a empresa pode ter algum trabalho antecipado para carregar seus dados no software de banco de dados do aplicativo e pode ter que lidar com a integração de dados internos e os armazenados no serviço de cloud computing. Empresas obtém uma imediata vantagem de reduzir as despesas de capital. Além disso, uma empresa ganha a flexibilidade para testar um novo software em uma base de aluguel e depois pode continuar a usar e adotar o software, caso seja apropriado.

Modos de software as a service

Como um resquício do modelo ASP tradicional, Software as a service está disponível em dois modos distintos:

  • Multiusuário simples: cada cliente tem os seus próprios recursos, que são segregados dos de outros clientes. Isso equivale a uma forma relativamente ineficiente de multiusuário;
  • Multiusuário compartilhado: Este modo oferece o mesmo nível de segregação, mas de uma perspectiva de engenharia de software, é muito mais eficiente. Todos os recursos são compartilhados, mas dados de clientes e recursos de acesso são segregadas dentro do aplicativo. Este oferece economias de escala muito superiores.

Inicialmente, ofertas de software as a service não foram implementadas através da Internet. Por razões de segurança e confiabilidade, estas ofertas normalmente envolvem o uso de redes privadas virtuais (VPNs). A VPN faz essencialmente da rede pública a sua própria rede privada (usando alguma forma de criptografia) ao invés de ter que comprar conectividade dedicada. Isto lhe permite transmitir com segurança dados em uma rede pública como a Internet.

Software Massively scaled as a service

Todas as empresas que oferecem soluções as a service são baseadas na premissa que o prestador de serviços oferece o serviço a um custo muito menor do que o usuário teria para fornecê-lo para si mesmo. Se a diferença de preço é grande o suficiente, assumindo que não há outras complicações, é uma relação ganha-ganha - o prestador tem um próspero negócio em crescimento e os clientes pagam menos para executar seus aplicativos.

Mas alguns aplicativos podem ser realmente executados de maneira barata utilizando a tecnologia de cloud computing. Quando você tem milhões de usuários fazendo exatamente a mesma coisa você pode manter o custo por usuário muito baixo. Esse é o Software Massively scaled as a service. Um exemplo é o Yahoo Mail. Yahoo é o maior provedor de e-mail, com aproximadamente 260 milhões de usuários.

Isto é possível porque o provedor pode otimizar todos os componentes do data center, incluindo hardware, comunicações e software para suportar apenas um ou dois tipos de cargas de trabalho.

Ambientes, tais como Facebook, eBay, Skype, Google Apps, e outros são todos
projetados para dimensionamento maciço. Você pode não pensar que muitos destes sites são como aplicações de software. No entanto, todos são usados ​​diretamente pelas empresas, para fins comerciais. Por exemplo, algumas empresas utilizam o site de relacionamentos social Facebook como uma intranet livre para seus funcionários. eBay, o site de leilões on-line, é a base de mais de 500.000 pequenas empresas; o Skype (chamadas gratuitas online com áudio e vídeo) é usado por pequenas empresas em todo o mundo, e o Google Apps (ferramentas de e-mail e de colaboração) tem mais de um milhão de empresas diferentes usuárias.

Economia de escala

As empresas que fornecem massively scaled Software as a service alcançam enormes economias de escala - eficiências de custos obtida com a redução dos custos por unidade, quando mais do mesmo item é produzido ou mais das mesmas cargas de trabalho são processadas.

Vale a pena listar todos os motivos para isso:

  • As cargas de trabalho padronizadas podem ser executada em uma camada de infraestrutura altamente integrada e maciçamente replicáveis. Elas não têm de suportar uma ampla gama de cargas de trabalho e uma camada heterogênea de hardware, middleware, sistema operacional, e assim por diante;
  • O hardware do computador e da rede é altamente simplificado e pode ser comprado em lotes e configurado para permitir a expansão. Muitas vezes, essas empresas precisam que o hardware seja projetado para atender suas necessidades de escala;
  • Todo o software pode ser simplificado de modo que apenas o que é necessário é carregado;
  • O serviço / software é escrito a partir do zero de modo otimizado para cloud computing, sob medida para ser eficiente em nível de instrução.
  • O fornecedor não poderá oferecer ou garantir um nível de serviço específico;
  • Não há necessidade de tecnologia de virtualização para criar máquinas virtuais;
  • O perfil da carga de trabalho é mensurável e previsível simplesmente pelo número de usuários.
Google

Fazer Fácil - Política de Privacidade