Fazer Fácil, o maior site de ensino de coisas práticas do Brasil
Google
Início >>Categorias>>Direito e Leis>>Como calcular e requerer o seguro desemprego
Fazer Fácil também está no Twitter Fazer Fácil também está no Youtube

Como requerer o seguro desemprego


Para poder ter direito ao seguro desenprego é preciso ter trabalhado pelo menos seis meses para poder obter o benefício,cujo valor variará entre R$ 465 a R$ 974,00.

Perguntas e respostas mais frequentes de como requerer o seguro desemprego

Quem pode requerer o seguro-desemprego?

Todo trabalhador demitido sem justa causa - com contrato regido pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) -, que trabalhe na mesma empresa por pelo menos seis meses.

Onde requerer o seguro desemprego?

Em qualquer posto de atendimento do Ministério do Trabalho, nos postos estaduais do Sine (Sistema Nacional de Emprego) ou nas agências da Caixa Econômica Federal.

Quais documentos é preciso levar para requere o seguro desemprego?

  • Comunicação de Dispensa (via marrom) e Requerimento do Seguro-Desemprego (via verde), que são fornecidos preenchidos pelo empregador após a demissão;
  • Termo de Rescisão do Contrato de Trabalho quitado pelo empregador;
  • carteira de Trabalho e Previdência Social;
  • documento de identificação (carteira de identidade, certidão de nascimento ou casamento com o protocolo de requerimento de nova identidade, carteira de motorista com foto, passaporte ou certificado de reservista)
  • cartão do Cadastro de Pessoa Física (CPF);
  • cartão do PIS/PASEP ou Cartão do Cidadão;
  • os dois últimos contra-chques.
h3>Até quanto tempo após a demissão é possível dar entrada no requerimento do seguro desemprego?

Até 120 dias corridos contados a partir do dia seguinte ao da demissão.

Quando será paga a primeira parcela do seguro desemprego?

Trinta dias após a data do requerimento.

Onde receber o dinheiro do seguro desemprego?

O pagamento só é feito nas agências da Caixa Econômica Federal e em seus correspondentes com a apresentação do Cartão do Cidadão.

Quem estiver recebendo seguro-desemprego e conseguir outro emprego formal, não pode mais ter o benefício?

O benefício é cancelado no caso de admissão em novo emprego. No caso de uma nova demissão, no período máximo de 16 meses da demissão anterior, é possível retomar o recebimento das parcelas. Passado o período de 16 meses, o empregado terá de fazer uma nova requisição do seguro-desemprego.

Qual é o valor do seguro-desemprego?

O valor do benefício varia entre R$ 465 e R$ 870.

Último salário Cálculo
Menos de R$ 767,60 multiplicar o salário por 0.8. Se o valor for inferior a R$ 465, benefício será de R$ 465
Entre R$ 767,61 a R$ 1279,46 multiplicar o que exceder a R$ 767,60 por 0.5 e somar a R$ 614,08
Mais de R$ 1279,46 R$ 870,01

Em quantas parcelas é pago o seguro desemprego?

  • três, para quem trabalhou registrado no mínimo seis meses e no máximo 11 meses;
  • quatro, para quem trabalhou registrado no mínimo 12 meses e no máximo 23 meses;
  • cinco, para quem trabalhou registrado no mínimo 24 meses.

Como o governo sabe quem continua tendo direito ao benefício?

No pagamento de cada parcela, é verificado na carteira de trabalho se o trabalhador continua na condição de desempregado.

Em que casos o benefício é suspenso?

Na admissão em novo emprego ou no caso de recebimento de benefício continuado da Previdência Social - exceto o auxílio-acidente e a pensão por morte.

Google

Fazer Fácil - Política de Privacidade