Fazer Fácil, o maior site de ensino de coisas práticas do Brasil
Google
Início >>Categorias>>Redes>>Kurumin Linux
Fazer Fácil também está no Twitter Fazer Fácil também está no Youtube

O Kurumin Linux, direto do CD


Para quem quer ter um servidor de rede funcionando continuamente, sem perder 3 GB do disco rígido com a instalação do sistema operacional, existe, desde 2002, a opção dos Live CDs, ou seja, sistemas Linux que rodam a partir de um CO-ROM ou DVD, mas que possuem todas as funcionalidades de uma instalação alocada em disco rígido. A partir de um Live CD, a tarefa de configurar um endereço de rede ou habilitar serviços pode ser mais simples do que em um servidor Linux convencional. Afinal, a filosofia da maioria dos Live CDs é minimizar os problemas do usuário, fazendo com que sessões exaustivas de configuração em linha de comando sejam substituídas por scripts de configuração ou tutoriais em modo gráfico de fácil utilização.

Esse é o caso do Kurumin, desenvolvido pelo brasileiro Carlos Morimoto. Além de ser uma distribuição indicada para os iniciantes - que têm medo de instalar o Linux em suas máquinas -, o Kurumin também pode ser utilizado como um servidor de emergência, mas que fornece serviços de qualidade tão alta quanto distribuições mais "parrudas" e difíceis de configurar, como o Slackware e o Debian. O Kurumin, aliás, aproveita muita coisa do Knoppix, que, por sua vez, utiliza todas as ferramentas de configuração do Debian.

Iniciando a utilização do Kurumin

Iniciar as configurações do Kurumin é simples, mas as configurações de hardware são relativamente exigentes. Você pode usá-Io em máquinas antigas (Pentium MMX ou Pentium II, por exemplo), mas o ideal é que o equipamento possua, ao menos, 128 MB de memória RAM.

Mesmo em máquinas que obedeçam a este requisito, é possível otimizar a utilização de memória aproveitando a fatia de RAM que seria utilizada por interfaces gráficas pesadas, como o KDE (padrão do Kurumin), para a execução de serviços.

  1. Inicie a máquina em que será utilizado o Kurumin, com o CD da distribuição já inserido no drive. Se o Kurumin não for iniciado, acesse a BIOS do computador e observe se o boot via CO-ROM está configurado. Placas-mãe muito antigas não têm suporte a essa opção.
  2. Na tela inicial do Kurumin, tecle F2. Surgirá uma tela semelhante à mostrada na figura abaixo. Nela, digite knoppix vsync=85 hsync=78 desktop=wmaker e aperte a tecla Enter.

tela inicial do kurumin linux

O Kurumin será iniciado utilizando o WindowMaker, uma interface gráfica (também desenvolvida por um brasileiro) que ocupa apenas 800 KB da memória RAM (contra mais de 67 MB do KDE.

Configurando a rede

  1. Depois de iniciar o Kurumin, vá ao menu Programas> Configuração do Sistema> Conectar na Internet ou Configurar a rede> Configurar rede local ou Conexão com IP fixo.

Próxima

Veja também:

Google

Fazer Fácil - Política de Privacidade - Um site da HHC Internet