Absolutamente tudo sobre lajes aqui

A maioria das construções brasileiras é coberta com uma estrutura de concreto chamada laje. Este tipo de cobertura ganhou a preferência dos construtores, pela facilidade de se levantar mais tarde um novo pavimento, ficando a laje como piso.

Além disso, aumenta o valor, conforto e segurança de uma construção.

Tipos de laje

Atualmente, existem dois tipos básicos de laje: a de concreto batido (ou maciça) e a pré-moldada (ou pré-fabricada).

Para optar por um tipo ou outro, deve-se levar em consideração a resistência necessária, viabilidade econômica e disponibilidade local. O que não varia, seja qual for o tipo de laje escolhida, é a necessidade de usar um bom cimento.

Laje de concreto batido (ou maciças)

Ainda bastante utilizadas mais com tendência à redução, são lajes muito resistentes e oferecem bom isolamento acústico e térmico.

É moldada na própria obra, normalmente em formas de madeira (conhecidas como taipal), feitas de chapas de compensado adequado para obra e formas de concreto armado. Estas chapas, por sua vez, são apoiadas em tábuas de madeira, que são sustentadas por postes de apoio (escoras).

A armação da laje de concreto é constituída por vergalhões, distribuída sobre a forma plana, para que depois seja despejado o concreto, uma mistura altamente resistente de cimento, areia e brita (pedra em pedaços). Quando o concreto se cura é formada uma verdadeira rocha plana artificial.

vista de uma forma preparada para receber uma laje de concreto batido
vista de uma forma preparada para receber uma laje de concreto batido

Para a construção desse tipo de laje utiliza-se muita madeira e mão de obra de marcenaria.

Tipos de laje de concreto batido

Existem vários tipos de laje de concreto batido. Vamos falar dos três tipos mais comuns:

  • Simples: a mais comum e tradicional, que tem uma superfície lisa na parte superior e inferior e é apoiada nas vigas da construção;
Foto fr laje de concreto batido simples
Foto de laje de concreto batido simples
  • Nervuradas ou “caixão-perdido”:  formadas pela união de vigas e lajes, são muito encontradas em edifícios antigos. Vigas são concretadas junto com uma laje superior. O conjunto viga + laje forma a chamada “laje nervurada”. Devido às vigas, esse tipo de laje consegue vencer grandes vãos com pouca espessura. O espaço entre a viga e a laje superior não é aproveitado, daí esse tipo de laje também ser conhecido como “caixão perdido”. Para fazer esse tipo de laje são utilizadas formas padronizadas, que podem ser alugadas;
A laje nervurada utiliza formas e é apoiada em vigas podendo vencer grandes vãos
A laje nervurada utiliza formas e é apoiada em vigas podendo vencer grandes vãos
Concretagem da laje nervurada mostrando as formas utilizadas em sua montagem
Concretagem da laje nervurada mostrando as formas utilizadas em sua montagem
  • Cogumelo: a laje cogumelo é uma laje nervurada que não utiliza vigas. Devido a essa característica, a área de contato entre a laje e o pilar deve ser aumentada e reforçada o que, normalmente, é feito aumentado a quantidade de ferro e da espessura da laje apenas nesse ponto criando os chamados “chapéus” de concreto sobre os pilares;
Laje do tipo cogumelo com reforço onde os pilares apoiam a laje
Laje do tipo cogumelo com reforço onde os pilares apoiam a laje

Vantagens das lajes de concreto

  • Têm menor possibilidade de sofrer fissuras e trincas, pois o concreto, depois de seco, torna-se um bloco único que se contra e dilata de maneira uniforme.

Desvantagens das lajes de concreto

  • Gasto de madeira para escoramento;
  • Gasto com mão de obra de carpintaria;
  • Maior peso final da construção.

Como fazer a laje de concreto batido

O primeiro trabalho na fazer é a forma de madeira, de cuja perfeição dependerá o melhor acabamento da laje. Considere se vai querer que a laje se projete além das paredes, formando os beirais. A forma dos beirais é fixada na forma interna, através de madeiras que passam por dentro da última fileira de tijolos, conforme pode ser observado na figura 22.

colocação das madeiras dos beirais em uma laje de concreto batido
colocação das madeiras dos beirais em uma laje de concreto batido

Depois da confecção da laje de tijolos serão enchidos com massa. Observe bem a figura 22 para eliminar qualquer dúvida sobre a colocação das madeiras dos beirais. Muita atenção com o nivelamento das madeiras, para que os beirais não fiquem tortos, dando um péssimo acabamento à laje.

Executada a forma de madeira, com as respectivas madeiras de escoramento, posicione os condutores elétricos e caixa de luz nas devidas posições.

Atenção: Há diferença entre a caixa de luz usada nas lajes pré-moldadas e as utilizadas nas lajes de concreto batido. Por isso, só adquira o material elétrico após determinar como será a sua obra.

As caixas de luz são pregadas contra a forma para que se mantenham firmes. Não se esqueça de deixar um tubo de uma e meia polegada de diâmetro para servir o resto da casa. Tenha certeza que este tubo ficará no local onde será instalada a caixa de água.

Sobre a forma, ficará a malha, composta de ferros 3/16″ (essa medida pode variar dependendo do tamanho da laje). Os ferros podem ser amarrados como se vê na figura abaixo.

Sobre as paredes internas, estão os negativos, ferros também com a bitola 3/16″, de 1,5 a 2 m de comprimento, que estarão amarrados na malha principal, a fim de que o concreto torne a cobertura uma única e firme estrutura. Os ferros negativos, como se vê na figura, estão divididos em seu comprimento em cima das paredes. Se houver beirais, estes também terão ferros negativos.

colocação de ferros negativos para confecção de uma laje
colocação de ferros negativos para confecção de uma laje

Laje pré-moldada ou pré-fabricada

Muito utilizadas hoje em dia, as lajes pré-moldadas facilitaram muito a construção, tornando a execução das lajes mais simples, rápida e barata, pois reduzem a necessidade de formas e  escoras e, consequentemente, a mão de obra de carpintaria.

São conhecidas por esse nome por que são produzidas em fábricas e já chegam prontas ou semiprontas na obra.

Na maior parte dos casos, são formadas por dois elementos básicos, que devem ser encaixados e montados na própria obra.

  • O primeiro elemento são vigotas T (em formato de T invertido ou de cabeça para baixo ou, ainda, “comuns”) ou vigotas treliçadas, pré-moldadas em concreto armado. Elas são entregues prontas para serem usadas na obra. Elas tem tamanhos padronizados;
As vigotas podem ser em T ou treliçadas - devem ser escolhidas conforme o tamanho do vão a ser vencido
As vigotas podem ser em T ou treliçadas – devem ser escolhidas conforme o tamanho do vão a ser vencido
  • O segundo elemento básico são placas de isopor (EPS) ou lajotas cerâmicas ou de cimento, padronizadas para serem encaixadas entre duas vigotas, ficando apoiadas nas mesmas. Elas servem de guia para medir a distância entre as vigotas. Por isso, as lajotas devem ter sempre o mesmo tamanho.
As lajotas cerâmicas tem medidas padronizadas e devem ser escolhidas conforme as características da laje
As lajotas cerâmicas tem medidas padronizadas e devem ser escolhidas conforme as características da laje
O uso de lajota ou eps deve levar em consideração o peso total da laje
O uso de lajota ou eps deve levar em consideração o peso total da laje

A montagem da laje é feita posicionando-se as vigotas em paralelo, em distância regular e igual entre elas, apoiadas nas paredes dos vãos ou vigas, cobrindo toda a extensão a ser fechada. As vigotas devem se apoiar pelo menos 5 cm de cada lado da parede.

Nunca deixar de apoiar pelo menos 5 cm de cada vigota na parede
Nunca deixar de apoiar pelo menos 5 cm de cada vigota na parede

O espaço que fica entre uma vigota e outra é preenchido pelo isopor ou pelas lajotas, colocadas em sequência, uma atrás da outra, e apoiadas em forma de encaixe nas vigotas.

Existem medidas padronizadas para as lajotas e para as placas de isopor.

Nunca caminhe diretamente sobre as lajotas ou lacas de isopor (EPS): coloque tábuas para isso até a concretagem.

Não é utilizado material de preenchimento entre as vigotas nas lajes de painéis treliçados e nas lajes alveolares.

Depois da montagem, são colocados vergalhões transversais às vigotas, formando malhas de ferro. Além disso, para obter a perfeita amarração e resistência da laje, são necessários os negativos (armadura negativa).

Nunca deixe de usar os negativos na laje pois eles aumentam a resistência da mesma a determinados tipos de esforços
Nunca deixe de usar os negativos na laje pois eles aumentam a resistência da mesma a determinados tipos de esforços

Por negativos, entende-se os ferros colocados tanto no sentido transversal das paredes internas como nos apoios intermediários juntando as vigas; devem ser feitos na mesma bitola da ferragem da laje, com 1,5 a 2 metros de comprimento e reforçam a cobertura.

Em seguida, é jogada uma camada de concreto, de altura variável (varia devido a que?), que adere às vigotas e aos vergalhões, formando uma estrutura única e rígida.

O que utilizar na laje: vigota t ou vigota treliçada?

As vigotas T têm dimensões padronizadas. As lajes pré-moldadas comuns vencem vãos até 5m entre os apoios. Em geral, os seus comprimentos variam de 10cm em 10cm.

A vigota treliçada utiliza vergalhões soldados entre si formando uma treliça. Por isso, essa laje pode vencer vãos de até 12m entre apoios.

Em resumo: se o vão for até 5 m, pode-se utilizar vigota T; se for maior, deve-se utilizar vigota treliçada.

Vamos agora ver algumas variações mais comuns das lajes pré-moldadas.

Laje treliçada

Laje treliçada é um tipo de laje pré-moldada ou pré-fabricada composta por vigotas com armações treliçadas.

As treliças aumentas a resistência das vigotas permitindo que uma laje feita com elas vença vãos maiores
As treliças aumentas a resistência das vigotas permitindo que uma laje feita com elas vença vãos maiores

Entre elas devem ser encaixadas as placas de isopor (EPS) ou as lajotas de cerâmica ou cimento.

As treliças aumentam a resistência das vigotas
As treliças aumentam a resistência das vigotas

Ela surgiu na Europa com o propósito de ser uma opção mais barata que as lajes de concreto.

Vantagem da laje treliçada
  • possibilitam vencer vãos maiores (até 12 m) pois, devido às treliças de aço das vigotas, proporcionam maior rigidez ao conjunto.

Laje de isopor (ou laje eps)

A laje de isopor utiliza no lugar das lajotas (de cerâmica ou concreto) placas de isopor. É também conhecida pelo nome de EPS devido ao material que são feitas as placas – poliestireno expandido – conhecido popularmente como isopor.

Também inclui uma estrutura feita com vigotas T ou treliçadas para criar o suporte para as placas de isopor a serem encaixadas e utiliza ferro (malha de ferro) em cima das placas de isopor que deve ser coberto por concreto.

Uma das vantagens da laje de isopor é reduzir o peso total da construção
Uma das vantagens da laje de isopor é reduzir o peso total da construção
Vantagens da laje de isopor
  • É mais leve do que as de concreto e as pré-fabricadas que utilizam lajotas, reduzindo o peso nas estruturas e fundações; bom isolamento térmico e acústico
  • Sua montagem é mais rápida;
  • Facilidade de passar tubulações e conduítes, pois o isopor pode ser cortado com uma faca, serrote ou até mesmo um soprador de ar quente.
Desvantagens da laje de isopor
  • Não permite furos: por isso, para fazer o acabamento com chapisco ou gesso é necessário utilizar uma cola especial para assegurar a aderência.
Isopor para laje

São as placas de isopor utilizadas em lajes pré-moldadas e que substituem as lajotas de cerâmica ou concreto, tornando o peso total da laje menor sem comprometer sua resistência e reduzindo o tempo de montagem.

Existem medidas padronizadas para as placas de isopor para lajes:

Referência Dimensões Cubagem Pç/m³ H6.5 1000 X 330 X 65 mm 0.02145 46 H7 1000 X 330 X 70 mm 0.0231 43 H7.5 1000 X 330 X 75 mm 0.02475 40 H8 1000 X 330 X 80 mm 0.0264 37 H8.5 1000 X 330 X 85 mm 0.02805 35 H9 1000 X 330 X 90 mm 0.0297 33 H9.5 1000 X 330 X 95 mm 0.0313 31 H10 1000 X 330 X 100 mm 0.033 30 H11 1000 X 330 X 110 mm 0.0363 27 H12 1000 X 330 X 120 mm 0.0396 25 H13 1000 X 330 X 130 mm 0.0429 23 H14 1000 X 330 X 140 mm 0.0462 21 H15 1000 X 330 X 150 mm 0.0495 20 H16 1000 X 330 X 160 mm 0.0528 18 H15 1000 X 330 X 150 mm 0.0495 20 H16 1000 X 330 X 160 mm 0.0528 18 H20 1000 X 330 X 200 mm 0.0660 15 H25 1000 X 330 X 250 mm 0.0825 12

Laje de painéis treliçados

São utilizados painéis de concreto treliçados – mais largos do que as vigotas – que na montagem ficam encostados uns nos outros, formando a própria forma para o concreto.

Na laje de painel treliçado as vigotas ficam encostadas não sendo usado isopor ou lajotas entre elas
Na laje de painel treliçado as vigotas ficam encostadas não sendo usado isopor ou lajotas entre elas

É um tipo de laje pré-fabricada que permite que grandes vãos sejam vencidos.

Não é tanto utilizada, pois chega a ficar 30% mais cara do que as lajes pré-fabricadas que utilizam lajotas ou placas de isopor.

Lajes alveolares

É um tipo de laje pré-fabricada utilizada quando é preciso vencer grandes vãos e espaços amplos. Até por isso, é pouco utilizada em residências.

A laje alveolar é constituída de grandes painéis de concreto e com alvéolos (cavidades ocas) – daí seu nome- deixando o painel mais leve. Mesmo assim, é necessário utilizar guindaste para colocar os painéis na obra.

A laje alveolar precisa de guindaste para ser colocada
A laje alveolar precisa de guindaste para ser colocada
Vantagem da laje alveolar
  • Dispensa serviços de carpintaria para armação e revestimento;
  • Tem bom acabamento inferior.
Desvantagem da laje alveolar
  • Requer o uso de guindaste para sua colocação.

Escoramento de laje

O escoramento é o primeiro passo a ser feito para a colocação de uma laje.

O escoramento pode ser de madeira ou metálico. Independentemente de qual for utilizado é importante nivelá-lo antes da concretagem.

Conforme o tipo da laje – de concreto ou pré-moldada – o tipo de escoramento vai variar:

Laje pré-moldada

Abaixo damos instruções práticas, mas o ideal é consultar um engenheiro especializado.

Se o vão a ser vencido pela laje for menor que 3,40 m, pode-se colocar uma fileira de pontaletes para escorar as vigotas. Se o vão for maior (3,40 m a 5 m), escore as vigotas com duas fileiras de pontaletes.

Faça o escoramento da laje de acordo com o vão a ser vencido
Faça o escoramento da laje de acordo com o vão a ser vencido

Nos dois casos, os pontaletes devem ser um pouquinho mais altos que as paredes.

Para cômodos maiores, use uma escora a cada 2 metros. A escora fica no sentido contrário ao das vigas.

O escoramento da laje deve ser feito corretamente para evitar acidentes até mesmo fatais
O escoramento da laje deve ser feito corretamente para evitar acidentes até mesmo fatais

Laje de concreto batido

Na laje de concreto batido a forma de madeira é mantida no lugar através de escoras.

Muita atenção deve ser dada no escoramento da laje maciça
Muita atenção deve ser dada no escoramento da laje maciça

É importante que a forma seja nivelada corretamente. Porém, quando o concreto for colocado em cima da forma, o centro do cômodo sofrerá maior pressão, podendo forçar a escora e criar uma “barriga”. Para isso, tal como na laje pré-moldada, é necessário fazer a contra-flecha.

Para fazer a contra-flecha deve-se calcular o centro exato do cômodo, traçando um X a partir dos cantos de paredes. No meio do X, que será o centro do cômodo, coloca-se uma escora extra, com um calço em forma de cunha, forçando-o pelo menos de 3 a 5 centímetros em relação ao restante.

determinação do centro da laje e colocação de calços em forma de cunha
determinação do centro da laje e colocação de calços em forma de cunha

Assim, o centro da forma ficará mais elevado que o restante; o peso do concreto, porém, concentrando-se no centro, fará com que a laje fique nivelada.

Concreto para laje

O concreto deve ser espalhado por toda a laje a partir de um dos cantos. Evite a formação de grandes montes, para não sobrecarregar o escoramento em alguns pontos.

Conforme for colocando o concreto, vá puxando a malha para cima, de modo que fique uma camada sob os ferros, envolvendo-os completamente. Do mesmo modo que nas vigas, o concreto precisa ser vibrado o máximo possível, usando-se um tubo de ferro maciço, para evitar falhas perigosas.

Para uma casa padrão, a camada de concreto pode ser de 10 centímetros; essa espessura será suficiente para servir de piso a um futuro pavimento superior. Se você não usar madeiras novas para a forma, precisará colocar papel grosso ou massa fraca nas uniões evitando que o concreto escorra para dentro do cómodo. Antes de espalhar o concreto, molhe fartamente as madeiras.

Não corte os ferros das colunas na altura da laje; deixe que eles a ultrapassem em pelo menos 20 cm; serão úteis para erguer novas colunas de um possível cómodo em cima.

O escoramento e as fôrmas das lajes só devem ser retirados três semanas após a concretagem.

Mantenha o concreto sempre umedecido pelo menos durante a primeira semana. Isso se chama cura do concreto. Nos dias sem chuva, molhe a laje pelo menos 3 vezes ao dia, para que o concreto “puxe”, dando total firmeza à cobertura da construção.

Durante esse tempo é possível fazer outros serviços sobre a laje, que continua escorada.

Use essa tabela para calcular a quantidade correta de concreto para a laje
Use essa tabela para calcular a quantidade correta de concreto para a laje

Cura da laje

Tempo médio: 21 dias.

Não retire o madeiramento antes do prazo, ou a laje poderá trincar.

Nos dias sem chuva, molhe a laje pelo menos 3 vezes ao dia, para que o concreto “puxe”, dando total firmeza à cobertura da sua construção.

Preço de laje

Vamos falar apenas da laje pré-moldada pois o custo do metro quadrado da de concreto batido varia muito devido a necessidade de confecção da forma e os custos envolvidos que são madeiramento e mão de obra de carpintaria.

Laje treliçada – preço do m2

Em relação ao custo do metro quadrado da laje pré-moldada, com base em setembro de 2017, encontramos o preço variando de R$ 19 a  R$ 33,00. A diferença deve-se ao padrão da vigota utilizada, da lajota ou da placa de isopor (EPS) e a concorrência de fornecedores: onde existem mais, menor o custo e vice-versa.

Ferro para laje

A armadura de distribuição (popularmente conhecida como “ferros da laje”) deve ser utilizada em todas as lajes, a ferragem deve ser distribuída no sentido transversal às vigotas com barras na bitola 5mm (3/16″) espaçadas no máximo a cada 30cm.

Hoje é muito mais fácil fazer a ferragem pois você pode comprar pronta a chamada malha pop e apenas colocar sobre a laje, sem ter de confeccioná-la. O custo de 2 x 3 m de malha, de 3,4 mm e 15 x 15 cm está em torno de R$ 35,90 (setembro de 2017). Esse preço varia conforme a espessura do ferro utilizado e o tamanho dos quadrados feitos na malha.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.